Twitter Facebook Youtube
As Partes Interessadas Civis se Reúnem para Abordar Terrorismo e Extremismo Violento na Região da CEDEAO
Gen. Behanzin, Commissiner PAPS, Madam Koroma, Vice President ECOWAS Commission and Mme Lamido, Minister of State for African Intergration, Nige

Niamey, 26 de agosto de 2019. A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) organizou uma reunião de dois dias com as partes interessadas civis em Niamey, Níger, nos dias 26 e 27 de agosto de 2019 sobre o combate ao terrorismo e ao extremismo violento na Região, com a parceria do Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), o Escritório das Nações Unidas para a África Ocidental e o Sahel (UNOWAS) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

A reunião de dois dias oferece às partes interessadas civis dos quinze Estados-membros da CEDEAO, Camarões, do Chade e da Mauritânia, uma plataforma para discutir as ameaças crescentes de terrorismo, extremismo violento e confrontos intercomunais na região do Sahel.Falando na cerimônia de abertura, a Senhora Lamido Ousseini Salamatou Bala Goga, Ministra de Estado do Níger para a Integração Africana e Nigerinos na Diáspora, enfatizou que o terrorismo constitui a maior ameaça à paz e segurança na região e se tornou uma ameaça transfronteiriça que está se espalhando a outros países.

Logo, a necessidade para todas as partes a nível estatal e não-estatal encontrarem soluções para acabar com a ameaça do terrorismo.A Sra. Finda EM Koroma, Vice-presidente da Comissão da CEDEAO, no seu discurso de abertura, elogiou os esforços e determinação de Sua Excelência Mahamadou Issoufou, Presidente da República do Níger e Presidente da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, na resolução de questões de segurança e terrorismo na região do Sahel em particular.“Esta ameaça de terrorismo, que é o tema da nossa reunião nos próximos dois dias, é de grande interesse para nós na África Ocidental. Nossa região é, regularmente, alvo de incidentes terroristas perpetrados quase diariamente”, disse ela.

A Vice-presidente, Koroma, sublinhou a necessidade de abordar as causas profundas da radicalização e do extremismo violento, a fim de combater e erradicar o terrorismo na região da CEDEAO.Ao destacar os efeitos negativos do extremismo violento e suas ameaças ao desenvolvimento humano, o General Francis A. Behanzin, Comissário para Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comissão da CEDEAO, sublinhou que a reunião de Niamey oferece uma oportunidade para as partes interessadas na região participarem na busca de soluções para acabar com o terrorismo na região.

Group Photograph
Cross Section of Participants 2

Ele destacou o papel fundamental a ser desempenhado pelas partes interessadas da sociedade civil e os encorajou a propor uma estratégia que possa ser adotada pela região para erradicar a radicalização e o extremismo violento.A Sra. Ruby Sandhu-Rojon, Representante Especial Adjunta do Secretário-Geral da ONU, Escritório das Nações Unidas para a África Ocidental e o Sahel (UNOWAS), declarou que a sua participação na reunião demonstra a solidariedade e compromisso da UNOWAS em pôr fim ao flagelo do terrorismo na região.“Nenhum país ou ator pode vencer esta luta sozinho.

Além do mais, precisamos de parcerias ainda mais construtivas”, disse ela.Também falando na cerimónia de abertura, a Sra. Diana Louise Ofwona, Representante Residente do PNUD no Níger, ao ler uma declaração em nome da Sra. Ahunna Eziakonwa, Administradora Assistente e Diretora do Escritório Regional do PNUD para África, sublinhou que o PNUD está a tentar alcançar uma abordagem regional de responsabilidade compartilhada, através da iniciativa de desenvolvimento humanitário para a paz e segurança.

A reunião das partes interessadas será seguida pela reunião conjunta dos Chefes de Estado-Maior da Defesa, Chefes de Segurança e dos Serviços de Inteligência em matéria do Combate ao Terrorismo, nos dias 28 e 29 de agosto de 2019, em Niamey.Essas duas reuniões são em preparação à reunião ministerial de 12 de setembro de 2019, em Ouagadougou, que será seguida da Cimeira Extraordinária dos Chefes Estado e Governo da CEDEAO sobre o Terrorismo, no dia 14 de setembro de 2019.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram