Twitter Facebook Youtube
Sétima conferência internacional de tóquio sobre o desenvolvimento de ÁFRICA: a CEDEAO deseja o apoio do Japão à implementação de seus programas e projetos prioritários
Jean Claude Kassi Brou, est reçu par SEM Rock Marc Christian Kabore, président du Burkina Faso, en marge du sommet de la TICAD 7

Yokohama, Japão, 30 de agosto de 2019: “Promover o desenvolvimento de África através de pessoas, tecnologia e inovação”, este é o tema da 7ª Conferência Internacional de Tóquio sobre Desenvolvimento da África, TICAD 7, na qual participou uma delegação da Comissão da CEDEAO liderada por seu Presidente Jean Claude Kassi BROU.

Organizado por iniciativa do Governo Japonês, em conjunto com as Nações Unidas, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a União Africana e o Banco Mundial, nesta reunião de alto nível, realizada de 28 a 30 de agosto de 2019 em Yokohama, o Japão serviu de fórum para trocas e fortes compromissos de seus atores em questões críticas para o desenvolvimento do continente africano. Criada em 1993 pelo governo do Japão, a TICAD promove o diálogo político entre líderes de países africanos e parceiros de desenvolvimento sobre questões urgentes que a África enfrenta, como desenvolvimento económico, pobreza e conflito.

A cerimónia de abertura desta conferência internacional de três dias foi presidida pelo primeiro-ministro japonês Shinzo ABE e pelo presidente egípcio Abdel-Fattah AL-SISSI, Presidente em exercício da União Africana, na presença de vários Chefes de Estado e Governo dos Países Africanos, e Representantes de Instituições Regionais e Internacionais de Apoio ao Desenvolvimento.

Os debates foram focados principalmente em três (3) pilares, em particular acelerar a transformação económica e melhorar o clima de negócios através das lentes da inovação e da participação do setor privado; fortalecer uma sociedade resiliente e sustentável; fortalecer a paz e a estabilidade.

Falando em nome de seus colegas, como Presidente em exercício da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, o Presidente Mahamadou ISSOUFOU, do Níger, disse que o tema para 7ª conferência está perfeitamente alinhada com a agenda de desenvolvimento da CEDEAO, que possui muitos ativos e cuja população estimada em 380 milhões de habitantes em 2018, atingirá mais de 500 milhões em 2050, ou seja, 40% da população africana total.

Em particular, ele destacou os desempenhos que aumentam a atratividade da região em termos de investimento e progresso no domínio da integração regional com a livre circulação de mercadorias, pessoas e capital, antes de endereçar a chamada às autoridades japonesas de que: “…o apoio do setor público e privado do Japão na implementação de projetos e programas da CEDEAO é altamente desejável “.

“A 7ª TICAD oferece uma plataforma de escolha para apresentar estratégias e projetos prioritários da CEDEAO nos setores de transporte, energia, telecomunicações, tecnologia da informação e recursos humanos.” na perspetiva do Presidente ISSOUFOU.

O trabalho da 7ª TICAD foi sancionado por uma Declaração Final que permitiu o estabelecimento do “Plano de Ação de Yokohama 2019”, no qual os participantes se comprometeram a continuar a implementação dos Planos de Ação da TICAD V de Yokohama e a TICAD VI de Nairóbi, juntamente com as novas áreas prioritárias identificadas pelos três pilares da TICAD VII. Essas diferentes ações serão alinhadas, tanto quanto possível, com os quadros de desenvolvimento africano e internacional, tais como a Agenda 2063 da União Africana e a Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

A declaração também remarcou que as ações dos três (3) pilares da TICAD VII exigem um mecanismo de acompanhamento eficaz, apoiado por sistemas de relatórios baseados nos princípios de propriedade e parceria internacional. O Mecanismo de Acompanhamento da TICAD, composto pelo Secretariado Conjunto, pelo Comité Conjunto de Acompanhamento e por reuniões regulares e periódicas, bem como a Cimeira, tem, portanto, um papel importante a desempenhar na análise do progresso geral do processo da TICAD, compartilha de experiências e melhores práticas, com vistas a garantir resultados sólidos da parceria em tempo hábil.

Com mais de 25 anos de experiência, a TICAD está agora estrategicamente posicionada para levar em conta as rápidas mudanças no ambiente global e na dinâmica de desenvolvimento na África. Finalmente, os participantes se comprometeram a trabalhar juntos para desenvolver esse processo, a fim de refletir melhor as necessidades de desenvolvimento da África e a propriedade geral de seus programas e projetos de desenvolvimento. A 8ª edição da TICAD será realizada na África em 2022.

À margem desta conferência internacional, o Presidente Jean Claude Kassi BROU, acompanhado pelo Comissário para as Infraestruturas, Pathé GUEYE e Jérôme Kouassi BOA, Diretor Interino de Relações Externas, conheceu vários chefes de instituições e organizações internacionais, incluindo o Dr. Katsumi HIRANO, Vice-presidente da Organização de Comércio Exterior do Japão (JETRO), Dr. Hiroshi KATO, vice-presidente sénior da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), SEM.

Masahisa SATO, Vice-ministro das Relações Exteriores do Japão e Dr. Akinwumi ADESINA, Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento. As trocas concentraram-se no fortalecimento de sua cooperação, com vistas a fornecer apoio sustentado ao desenvolvimento da região da CEDEAO.

Além de sua participação no TCAD 7, o Presidente da Comissão da CEDEAO também foi recebido em audiência pelos Presidentes Rock Marc Christian KABORE do Burkina Faso, Julius MAADA BIO da Serra Leoa e George WEAH da Libéria.
Mais de 4.500 participantes estiveram presentes na conferência deste ano, incluindo Chefes de Estado e de Governo, além de representantes de organizações internacionais e regionais, setor privado, ONGs e sociedade civil.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram