Twitter Facebook Youtube
Eleições de 22 de novembro de 2020 no Burkina Faso: Sua Excelência o Senhor Kabiné KOMARA, Chefe da Missão de Observação Eleitoral da CEDEAO encontra os atores dos escrutínios e os observadores da CEDEAO

Ouagadougou, sexta-feira, 20 de novembro de 2020. A Missão de Observação Eleitoral (MOE) da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) dirigida por Sua Excelência o Senhor Kabiné KOMARA, antigo Primeiro-ministro da República da Guiné e Chefe da Missão no Burkina Faso, teve encontros nos dias 19 e 20 de novembro de 2020 em Ouagadougou com os principais atores envolvidos na organização das eleições presidenciais e legislativas de 22 de novembro de 2020, posto o que se reuniu com os 80 observadores enviados pela CEDEAO para o terreno.

É com os membros da Sociedade Civil burquinabê e os reoresentantes dos candidatos em competição que o Chefe da Missão da CEDEAO, Sua Excelência o Senhor Kabiné KOMARA abriu a série de encontros na quinta-feira, 19 de novembro de 2020. Na sexta-feira, 20 de novembro de 2020, Sua Excelência o Senhor Kabiné KOMARA juntou-se aos outros Chefes de Missões de Observação Eleitoral das instituições presentes em Ouagadougou, nomeadamente o Conselho de l’Entente, a União Africana, a Organização Internacional da Francofonia e a CEN-SAD para encontrarem o Presidente Ahmed Newton BARRY da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) do Burkina Faso e o Senhor Mathias TANKOANO, Presidente do Conselho Superior da Comunicação (CSC) para se informarem do processo eleitoral em curso.

Durantes os diferentes encontros, o Chefe da Missão da CEDEAO, Sua Excelência o Senhor Kabiné KOMARA e Sua Excelência o Senhor Bernard MAKUZA, antigo Primeiro-ministro do Ruanda e Chefe da Missão de Observação Eleitoral da União Africana felicitaram o Burkina Faso pela criação de quadro de consenso para a realização dos escrutínios de 22 de novembro de 2020. Trata-se designadamente do consenso na composição da CENI e da assinatura do “Pacto de Boa Conduta” pelos candidatos às eleições presidenciais e a deputados da nação, pelos atores da sociedade civil e pelos representantes dos órgãos de comunicação social tendo em vista garantir aos candidatos o acesso livre aos meios de comunicação social do Estado e ao uso de uma linguagem comprometida e civilizada durante a campanha eleitoral. Em cada um dos encontros, o Chefe da Missão de Observação Eleitoral (MOE) da CEDEAO não deixou de especificar que “a CEDEAO saúda os esforços e as ações do Burkina Faso em prol da realização de eleições livres, consensuais, democráticos e pacíficos”.

Ao dirigir-se aos observadores da CEDEAO que encontrou na tarde do dia 20 de novembro de 2020, na presença do General Francis BEHANZIN, Comissário para Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comissão da CEDEAO e de Sua Excelência o Senhor Tiéna COULIBALY, Representante Residente da CEDEAO no Burkina Faso, Sua Excelência o Senhor KOMARA pediu-lhes que cumprissem a sua missão em coerência com as normas internacionais, em conformidade com a legislação do Burkina Faso e que utilizassem as ferramentas e os documentos que lhes tinham sido disponibilizados durante a sua formação. “A vossa missão cumpre-se no interesse do povo burquinabê e tem por objetivo assegurar eleições equitativas e transparentes que permitem que os cidadãos e os partidos políticos aceitem o veredito das urnas e a legitimidade dos escrutínios” declarou o Chefe da Missão de Observação Eleitoral da CEDEAO.

O Comissário para Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comissão da CEDEAO disse, por seu lado, estar satisfeito com a qualidade das personalidades que compunham a Missão de Observação Eleitoral. Pediu-lhes que fossem objetivos e imparciais no cumprimento das suas tarefas e na redação dos seus relatórios de atividades. “Juntos, acompanhemos o Burkina Faso na consolidação da sua jovem, dinâmica e invejável democracia”, concluiu o General Françis BEHANZIN.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram