Twitter Facebook Youtube
Novo Coronavírus (Covid-19), ministros da saúde da CEDEAO reúnem-se de urgência em bamako para harmonizar e coordenar a preparação e resposta regionais

Abuja, 13 de Fevereiro de 2020. Como parte do seu plano de preparação e resposta à epidemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Organização Oeste Africana da Saúde (OOAS), em colaboração com o Ministério da Saúde do Mali, organiza a 14 de Fevereiro de 2020 em Bamako, Mali, uma reunião de coordenação regional de alto nível e uma abordagem comum de preparação para os países membros da CEDEAO.

Efectivamente, a 30 de Janeiro de 2020, o Director Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a epidemia de Covid-19 como uma emergência de saúde pública de cariz internacional. A OMS também informa que o risco é muito elevado na China, elevado a nível regional e elevado a nível mundial, incluindo na região da CEDEAO.

No que diz respeito à transmissão entre humanos associada à rápida propagação num contexto de globalização, torna-se urgente que cada país ponha em prática ferramentas de vigilância e diagnóstico dirigidas ao novo coronavírus a fim de melhor preparar a resposta a possíveis casos ou surtos.

É neste contexto que a OOAS organiza este importante fórum a fim de reforçar as capacidades das entidades nacionais e regionais da região da CEDEAO relativamente à vigilância, prevenção e detecção precoce das epidemias do Covid-19.

O objectivo desta reunião de alto nível é harmonizar as estratégias regionais de preparação para a prevenção, detecção precoce e controlo do Covid-19.

Os Ministros da Saúde dos 15 países da região da CEDEAO aproveitarão esta oportunidade para avaliar o grau de preparação regional e nacional em termos de vigilância, gestão de casos, prevenção e controlo de infecções, laboratórios e comunicação de riscos.

Nas suas discussões também se incluem a identificação das necessidades e os desafios ligados a esta epidemia, bem como a provisão de directrizes e orientações regionais para a prevenção, detecção precoce e controlo do Covid-19.

É necessário recordar que, até à data, não foi confirmado nenhum caso na região da CEDEAO. A OOAS, através do Centro Regional de Vigilância e Controlo das Doenças, continua a coordenar com os Estados membros a partilha de informações sobre a epidemia em tempo real, a melhoria da comunicação entre os países e o reforço da capacidade de vigilância nos aeroportos nacionais, em especial nos aeroportos internacionais da região com voos directos da China e de outros países afectados.

Por último, devemos observar que em colaboração com o Centro Africano de Controlo das Doenças (CDC), o número de laboratórios regionais de referência dedicados ao diagnóstico de coronavírus aumentou de dois para cinco, a fim de alargar o acesso dos nossos Estados membros às infraestruturas de diagnóstico biológico rápido. Membros do pessoal de laboratório de quatro (4) Estados membros (Gâmbia, Gana, Côte d’Ivoire e Nigéria) também receberam formação no diagnóstico do Covid-19 e foram equipados em colaboração com o Instituto Pasteur de Dacar, no Senegal.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram