Twitter Facebook Youtube
A CEDEAO outorga equipamentos e materiais de gestão de arsenais e munições à República da Guiné
Conacri, 10 de fevereiro de 2021: o Representante Residente da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) na República da Guiné procedeu esta quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021, à entrega oficial de equipamentos de gestão de arsenais e munições às Forças de defesa e segurança da República da Guiné. Foi durante uma cerimónia organizada pela Comissão Nacional de Luta contra a Proliferação e Circulação Ilícita de Armas Ligeiras e de Pequeno Calibre (ComNat-ALPC), no recinto do Batalhão do Quartel-general, sito no Campo Almamy Samory Touré em Conacri.

Esses equipamentos foram oferecidos pela CEDEAO através do Projeto Regional de Paz, Segurança e Estabilidade, financiado pela União Europeia, por um lado e por outro, pela ONG COGINTA, através do seu projeto Armas Ligeiras e de Pequeno Calibre (ALPC).

Segundo o Presidente da ComNat-ALPC, Tenente General Bambo Fofana, “a sensibilidade política e a complexidade técnica da gestão de arsenais e munições requerem a implementação de ações bem identificadas e um planeamento eficaz das atividades. É para responder a esses imperativos, que materiais e equipamentos foram comprados pela CEDEAO, graças ao apoio financeiro da União Europeia e do Ministério Federal Alemão dos Negócios Estrangeiros. Para o nosso país, os materiais e equipamentos que serão transferidos hoje compreendem: um (1) veículo TOYOTA Land Cruiser 76 Hard Top Full, nove (9) motociclos TVS HLx125, nove (9) computadores portáteis, sete (7) secretárias simples (1.40m), sete (7) cadeiras de escritório, catorze (14) cadeiras de visita, nove (9) impressoras Laser M 102 A, nove (9) estabilizadores de 1000 watts, cinco (5) resmas de papel, um (1) servidor com teclado AZERTY, cinco (5) computadores de mesa, um (1) Inversor UPS de 1000 VA, cinco (5) rolos de cabo de rede, cinco (5) caixas de extensão elétrica, dois (2) sistemas de câmara de segurança, quatro (4) plataformas de carga manual e uma (1) máquina de cisalhamento hidráulica”.

Por seu lado, o Diretor do Gabinete do Ministro de Estado Responsável pelos Assuntos da Presidência, Ministro da Defesa Nacional, o Brigadeiro-General Sidi Yaya Camara disse que “os materiais e equipamentos transferidos vêm ajudar a ultrapassar em parte as dificuldades encontradas no controlo de armas ligeiras e de pequeno calibre na República da Guiné. Por isso, apelo aos beneficiários que os utilizem com sensatez”.

Para o Embaixador Mário Gomes Fernandes, Representante Residente da CEDEAO na República da Guiné, este projeto, recorde-se, “que está a ser implementado em sete (7) Estados-membros da CEDEAO e visa melhorar a segurança física e a gestão de arsenais na base do roteiro da CEDEAO. Essa atividade fundamental da entrega de equipamentos e materiais à República da Guiné, permitirá que esse Estado-membro ultrapasse os principais desafios ligados à gestão de arsenais e munições, designadamente o registo, o intercâmbio de dados, a vigilância, o rastreio de armas, a manutenção e o corte de armas”.

O projeto CEDEAO-UE sobre Armas Ligeiras e de Pequeno Calibre (ALPC), iniciado pela CEDEAO em 2015, é implementado em sete (7) Estados-membros-piloto, nomeadamente os quatro (4) Estados-membros da União do Rio Mano (Guiné, Libéria, Serra-Leoa e Côte d’Ivoire), os dois (2) países do Sael (Mali e Níger) e a Nigéria, com o financiamento da União Europeia através do 10º FED.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram