Twitter Facebook Youtube
CEDEAO fornece 5.000 toneladas métricas de cereais à nigéria no âmbito do exercício de rotação de existências da sua reserva regional de segurança alimentar
Represenatatives from the ECOWAS Commission and the Federal Republic of Nigeria at the handing over of food grain for stock rotation

Kano (Nigéria), 1 de fevereiro de 2019. A Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) realizou um exercício de rotação de existências da sua Reserva Regional de Segurança Alimentar, disponibilizando 5.000 toneladas métricas (TM) de cereais à República Federal da Nigéria a 31 de janeiro de 2019, na cidade de Kano, Nigéria.

Essa rotação de existências faz parte de um ciclo normal de gestão das reservas da Reserva Regional de Segurança Alimentar, o que permite que a Comissão substitua regularmente as existências antigas por novas, a fim de assegurar que estas sejam permanentemente de boa qualidade e seguras para o consumo. A Comissão fez um exercício similar de rotação com 2.750 TM de cereais da Reserva Regional de Segurança Alimentar no Gana no passado mês de dezembro.

O Governo da Nigéria comprometeu-se em restituir, grão a grão e com as mesmas especificações de qualidade e embalagem, as 5.000 toneladas métricas de cereais que lhe foram disponibilizadas, a fim de reforçar ainda mais a sua parceria com a Comissão da CEDEAO.

À semelhança dos cereais fornecidos aos Governos da República do Níger (6.528 toneladas), do Burkina Faso (4.303 toneladas) e da República do Gana (2.750 toneladas) em 2018, os cereais que foram fornecidos à Nigéria no âmbito da rotação de existências foram todos comprados de pequenos produtores da região da África Ocidental.

O Comissário para Agricultura, Ambiente e Recursos Hídricos da Comissão da CEDEAO, Sr. Sekou Sangaré, que entregou os cereais ao representante do Ministro de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Nigéria, em nome do Presidente da Comissão da CEDEAO, Senhor Jean-Claude Kassi Brou, afirmou que a criação do armazenamento de segurança alimentar auxiliava os três níveis complementares de existências (existências da Comunidade e das aldeias, existências de segurança nacional e existências regionais), permitindo desta feita que a África Ocidental reforce as suas capacidades de gestão de riscos e aumente a segurança alimentar.

Em nome do Ministério de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Nigéria, o Sr. Haruna Sule, Diretor da Reserva Alimentar e Estratégica (FSRD) reiterou o compromisso do governo em apoiar relações fortes entre a Nigéria e a Comissão da CEDEAO, bem como os Estados-membros, a fim de garantir a segurança alimentar à Região.

Mr Sekou Sangaré (L) hands over the stock of food grains to Mr. Haruna Sule (R )

“A Nigéria continua empenhada, através do Ministério Federal de Agricultura e Desenvolvimento Rural, em restituir a doação, grão por grão, às Existências Regionais da CEDEAO até ao final de junho de 2019”, disse o Diretor.

Criada a 28 de fevereiro de 2013 em Yamoussoukro, na República de Côte d’Ivoire, pelos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO durante a sua 42ª Cimeira Ordinária, a Reserva Regional de Segurança Alimentar visa complementar os esforços dos Estados-membros por prestar assistência alimentar e nutricional rápida e diversificada, por manifestar a solidariedade regional aos Estados-membros e às populações afetadas através de mecanismos transparentes, equitativos e previsíveis e por contribuir para a soberania alimentar e para a integração política, económica e comercial da África Ocidental.

A cerimónia de entrega foi possível graças ao projeto de apoio ao armazenamento de segurança alimentar na África Ocidental, que estava a ser financiado pela União Europeia (56 milhões de euros).

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram