Presidente ERERA

TÍTULO DO CARGO Presidente ERERA
INSTITUIÇÃO COMISSÃO DA CEDEAO
GRAU D2
SALÁRIO ANUAL UC 76,359.51 USD120,480.04
STATUS 5 anos não renovável
AGÊNCIA Autoridade Reguladora Regional do Sector da Eletricidade da CEDEAO (ERERA)
DEPARTAMENTO
DIREÇÃO
DIVISÃO
SOB A SUPERVISÃO DE Comissário, Energia e Minas
RESPONSÁVEL PELA SUPERVISÃO DE ·     Membros do Conselho (Engenheiro, Economista, Advogado, Financeiro/Contabilista)

·     Oficial Principal, Comunicação

·     Oficial Principal, Administração RH e Finanças

·     Oficial Principal de Programa, Regulamento Técnico

·     Conselheiro Principal de Estratégias

·     Auditor Interno Principal

·     Oficial Principal, Chefe de Relações Externas & Unidade de Comunicações

·     Assistente de Direção

·     Motorista

LOCAL DE AFECTAÇÃO ACCRA, GHANA
As candidaturas devem ser submetidas para:  b16chairmerera@ecowas.int

 

SÍNTESE DA FUNÇÃO

Sob a supervisão do Comissário, Energia e Minas, o incumbente será responsável pela supervisão de todas as atividades, programas, projetos, políticas, orientações relacionadas com o desenvolvimento do mercado regional de eletricidade e regulação na região da CEDEAO.

 

FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES

  • O Presidente é o gestor orçamental principal do Conselho Regulador; Representa o Conselho Regulador em todas as atividades e representa a ERERA em qualquer caso de direito;
  • Organizar, acompanhar, coordenar e supervisionar todas as atividades da ERERA e do seu pessoal;
  • Preparar a ordem do dia, convocar e presidir às reuniões do Conselho Regulador;
  • Autorizar e implementar o orçamento elaborado pelo Conselho Regulador do ERERA e aprovado pelo Conselho de Ministros da CEDEAO;
  • Garantir a divulgação e publicação das decisões tomadas pelos Conselhos Reguladores sobre a regulamentação do comércio transfronteiriço de eletricidade na CEDEAO e assegurar o funcionamento quotidiano da organização;
  • Supervisionar as atividades relacionadas com a Administração, Finanças, Contabilidade e Recursos Humanos levadas a cabo pelo ERERA;
  • Promover o trabalho de equipa e a colaboração entre o pessoal do ERERA sob a sua supervisão direta, fornecendo orientação e diretivas claras, estabelecendo objetivos e metas alcançáveis e fomentando um ambiente que lhes permita desempenhar as suas funções de forma responsável, eficaz e eficiente;
  • Promover um ambiente de trabalho positivo, respeitoso de tantos homens quanto mulheres, e garantir que os mais altos padrões de conduta sejam observados no Centro;
  • Identificar oportunidades e implementar inovação e melhoria contínua no apoio à excelência organizacional e ao desempenho de classe mundial;
  • Manter informado o Comissário da CEDEAO responsável pela Energia e Minas, numa base contínua, sobre os progressos e desafios enfrentados na implementação de programas e projetos, bem como sobre questões técnicas, políticas, estratégicas, administrativas, financeiras e contabilísticas e mobilização de recursos;
  • Supervisionar e monitorizar todas as atividades da ERERA, assegurando que as oportunidades são maximizadas para coordenar os programas de trabalho, fornecendo orientação e contributos técnicos e políticos e assegurando a aplicação dos mais elevados padrões de qualidade, no âmbito do quadro de avaliação da ERERA;
  • Implementar os acordos de financiamento e/ou assistência técnica e interação regular com parceiros técnicos e financeiros;
  • Elaborar o orçamento anual da ERERA, acompanhando sua implementação e acompanhamento;
  • Avaliar programas e projetos implementados pelo centro;
  • Preparar relatórios e sua submissão aos órgãos estatutários da ERERA;
  • Colaborar profundamente com o West Africa Power Pool (WAPP) para desenvolver o mercado regional de eletricidade da CEDEAO;
  • Reforçar a capacitação dos órgãos reguladores nacionais de energia;
  • Executar qualquer outra tarefa que lhe tenha sido atribuída pelos superiores.

 

QUALIFICAÇÕES ACADÉMICAS E EXPERIÊNCIA

  • Mestrado (ou equivalente) em engenharia elétrica/eletromecânica, energia, economia, finanças ou direito, obtido de uma universidade reconhecida, numa disciplina relacionada com o mandato da organização e do cargo.
  • 15 anos de experiência progressiva como responsável no domínio da energia, especialmente na produção, transmissão, distribuição ou venda e/ou regulação, direito, economia e gestão financeira financeira, diplomacia com um mínimo de 7 anos de experiência a trabalhar em questões relacionadas com a região da CEDEAO; experiência a trabalhar com Estados-membros e delegações no contexto de organizações internacionais; vasta experiência em planeamento, financiamento e supervisão de programas e projetos;
  • Bons conhecimentos de reformas institucionais e regulamentação do setor elétrico;
  • Bons conhecimentos de questões de política energética, em particular reformas institucionais do setor elétrico, bem como questões económicas relacionadas com trocas transfronteiriças de eletricidade e gestão do mercado de eletricidade (planeamento, tarifa/preços, concorrência, financiamento, etc.);
  • Bons conhecimentos das instituições e mecanismos comunitários na região da CEDEAO, bem como experiência comprovada na área de regulação do setor elétrico na África Ocidental; Experiência em relações e negociações internacionais será uma vantagem adicional;
  • Conhecimento na área do desenvolvimento de políticas e estratégias, gestão de mudanças e questões relacionadas, com amplos resultados/impactos geográficos;
  • Capacidade de liderar o desenvolvimento, gestão/revisão de relatórios e artigos sobre questões técnicas e políticas;
  • Conhecimento das políticas, gestão, sistemas administrativos, orçamentais e de pessoal, procedimentos e regulamentos da CEDEAO;
  • Experiência de liderança sénior no estabelecimento de parcerias estratégicas, trabalhando de forma colaborativa e construindo consenso com várias partes interessadas internas e/ou externas sobre questões complexas;

 

LIMITE DE IDADE

Ter menos de 50 anos. Esta disposição não se aplica a candidatos internos.

 

PRINCIPAIS COMPETÊNCIAS NA CEDEAO

·        Demonstrar paixão e compromisso com os princípios de serviço público, valores e ética, e a prática da prestação de contas na gestão do setor público;

·        capacidade de inspirar, motivar e engajar outras pessoas para resolver problemas e conflitos, modificar o estilo de liderança, atender aos requisitos situacionais e liderar com sucesso em ambientes incertos e voláteis; desenvolver uma cultura em que as pessoas se responsabilizam pessoalmente pelos resultados;

·        demonstrar consistência nas ações, valores, métodos, confidencialidade, ética, medidas, princípios, expectativas e resultados, o que implica um profundo compromisso com fazer a coisa certa pelo motivo certo, independentemente das circunstâncias;

·        conhecimento do mandato, plano estratégico/prioridades da CEDEAO, bem como da situação/tendência económica, política e social dos Estados-membros, especialmente no que se refere ao escopo do cargo incumbido;

·        Capacidade de conduzir negociações de altos riscos com clientes de alto nível, levando em consideração as diferentes agendas das partes interessadas, normas culturais, fatores da situação, interesses da CEDEAO; demonstrar a capacidade de fazer parcerias com clientes internos e externos;

·        demonstrar a capacidade de se comprometer pessoalmente com o avanço das metas da CEDEAO para melhorar os serviços ao cliente e as relações com as partes interessadas; garantir que medidas apropriadas sejam estabelecidas para oferecer excelência no atendimento ao cliente;

·        conhecimento das futuras necessidades empresariais dos Estados-membros da CEDEAO, equilibrado com uma compreensão da capacidade, cultura e ambiente internos.

·        Compreender diversas visões culturais, especialmente as da África Ocidental, e ser sensível a diferenças de grupo; ver as diversidades como uma oportunidade e ter capacidade de desafiar preconceitos e intolerância;

·        Desempenhar um papel de liderança na formulação da ética, valores e cultura da organização, consistentemente comunicando e exemplificando-os;

·        Capacidade e responsabilidade de incorporar as perspetivas de género e assegurar a participação equitativa de mulheres e homens em todas as áreas de trabalho;

·        Capacidade de identificar os obstáculos aos princípios de equidade, justiça e transparência, para supervisionar os indicadores de diversidade para o planeamento e desenvolvimento de programas e para criar um local de trabalho livre de discriminação e assédio.

·        conhecimento das instituições e agências especializadas da CEDEAO e como eles se inter-relacionam, bem como  uma melhor compreensão dos países membros, suas oportunidades e desafios sociais, económicos e políticos, seus laços culturais e geopolíticos e interesses comuns compartilhados;

·        conhecimento do quadro jurídico e das abordagens da CEDEAO em matéria de desenvolvimento de políticas.

·        capacidade de pensar de maneira criativa e inovadora, gerando alternativas, visualizando novas possibilidades, desafiando pressupostos e estando aberto a informações adicionais;

·        Capacidade de analisar relatórios ou relações de trabalho entre várias agências e instituições departamentais e reconhecer áreas de possíveis obstáculos ou desafios e produzir soluções ou alternativas para alcançar as prioridades estratégicas;

·        Capacidade de obter informações, opiniões e recomendações de várias fontes para fundamentar decisões, produzir conclusões e promover mudanças.

·        comunicar-se estrategicamente, tendo em conta aspetos como o momento ideal da mensagem e a forma de comunicação; tratar habilmente questões complexas de outros, tais como altos funcionários públicos, grupos de interesse especial, cidadãos ou a comunicação social;

·        proficiência em tecnologias de informação e comunicação (TIC);

·        fluência oral e escrita em uma das línguas oficiais da Comunidade da CEDEAO (inglês, francês & português). o conhecimento de um segundo idioma será uma vantagem adicional.

·        Capacidade para desenvolver objetivos claros e coerentes com as estratégias acordadas; identificar atividades e atribuições prioritárias; ajustar as prioridades conforme necessário; atribuir tempo e recursos adequados para a realização das tarefas;

·        Capacidade de prever riscos e proporcionar contingências no planeamento; monitorizar e ajustar planos e ações conforme necessário e utilizar o tempo eficientemente;;

Traduzir a direção estratégica, incluindo visão, missão e valores em estratégias eficazes; desenvolver, liderar e assegurar uma comunicação significativa de visão partilhada, valores, missão e direção estratégica para inspirar e influenciar outros; posicionar a organização para lidar com as tendências, questões e oportunidades emergentes e a longo prazo.

 

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram