Diretor, Economia Digital & Postal

TÍTULO DO POSTO Diretor, Economia Digital & Postal
INSTITUIÇÃO COMISSÃO DA CEDEAO
NÍVEL D1
SALÁRIO ANUAL UC 81,435.54 USD 128,488.99
AGÊNCIA
LOCAL DE AFECTAÇÃO ABUJA / NIGERIA
DEPARTAMENTO TELECOMUNICAÇÕES & TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO
DIREÇÃO ECONOMIA DIGITAL & CORREIOS
DIVISÃO
SOB A SUPERVISÃO DE COMISSÁRIO DAS TELECOMUNICAÇÕES & TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO
RESPONSÁVEL PELA SUPERVISÃO DE ·         TELECOMUNICAÇÕES & POLÍTICAS E REGULAMENTOS DOS CORREIOS   (P5)

·         INTERNET, SEGURANÇA CIBERNÉTICA & APLICATIVOS ELETRÓNICOS (P5)

·         GESTOR DE GABINETE (G5/G6/G7)

·         AUXILIAR DE ESCRITÓRIO (G1/G2/G3)

JD_PT_Director Digital Economy & Post

Email for sending applications: b1DirDigitEconPostD@ecowas.int

SÍNTESE DA FUNÇÃO – O diretor, Economia Digital & Correios, sob a orientação do Comissário para as Telecomunicações & Tecnologias da Informação, é responsável pela política operacional e estratégia para a economia digital e atividades de pós-desenvolvimento na região e pela coordenação da implementação de programas, projetos e atividades para o crescimento socioeconómico da Região da CEDEAO e seus Estados Membros.

 

FUNÇÔES E RESPONSABILIDADES

·         Formular e implementar uma política e quadro regulamentar e regulamentar da CEDEAO para os Correios e telecomunicações / TIC para o desenvolvimento de uma economia digital na região;

·         Desenvolver a estratégia regional para a promoção de serviços e aplicações de telecomunicações / TIC, incluindo a Internet na região;

·         Conduzir diálogos políticos e programáticos com os Estados-Membros sobre questões relacionadas com o desenvolvimento da Internet e questões emergentes das TIC, tais como 5G, Inteligência Artificial;

·         Envolver-se na defesa da cibersegurança e do cibercrime nos níveis nacional, regional e internacional para um ambiente cibernético mais seguro na região da CEDEAO;

·         Promover o desenvolvimento da infra-estrutura de banda larga, particularmente a rede de banda larga móvel, bem como a boa gestão dos recursos para pânico (numeração e espectro de radiofrequência);

·         Fornecer liderança para o desenvolvimento do Observatório Regional de Correios e Telecomunicações / TIC;

·         Elaborar e planear as metas anuais, objetivos e orçamento da Direcção, em consonância com as estratégias e planos globais da Comissão;

·         Supervisionar a implementação de iniciativas, projetos e programas da Direção;

·         Manter redes de cooperação técnica e funcional com chefes de organizações regionais e internacionais relevantes nas áreas de Correios, Telecomunicações / TIC e Segurança Cibernética;

·         Supervisionar a preparação da implementação periódica do orçamento e relatórios de Monitoramento e Avaliação (M&E).

 

QUALIFICAÇÕES ACADÉMICAS E EXPERIÊNCIA

·         Mestrado (ou equivalente) em Telecomunicações / TIC, Engenharia Electrónica, serviços postais ou qualquer área afim por uma universidade reconhecida;

·         12 Anos de experiência responsável progressiva no planeamento, projeto, desenvolvimento e implementação no setor de Telecomunicações / TIC e 5 anos em nível de supervisão;

·         Conhecimento de tecnologias de telecomunicações e serviços postais para ambientes organizacionais grandes e complexos, com foco na melhoria das operações, possibilitando a transformação e liderando a gestão de informações e recursos;

·         Domínio comprovado de grandes projetos complexos de Telecomunicações / TIC e Correios, que podem conter grande escopo, ambiguidade, risco e diversidade geográfica;

·         Competência demonstrada para orientar o desenvolvimento, revisão e comunicação de políticas, regulamentos e normas das TIC em toda a Comunidade da CEDEAO, com a capacidade de envolver as instituições dos estados membros no desenvolvimento de quadros de políticas das TICs atrativas economicamente.

 LIMITE DE IDADE·        Ter menos de 50 anos. Esta disposição não se aplica a candidatos internos.

 

COMPETÊNCIAS PRINCIPAIS DA CEDEAO

·      Experiência de liderança sénior recente e progressiva no estabelecimento de parcerias estratégicas, trabalhando de forma colaborativa e construindo consenso com várias partes interessadas internas e / ou externas sobre questões complexas numa organização governamental ou internacional multidisciplinar;

·      Conhecimento do mandato da CEDEAO, plano estratégico / prioridades, bem como do estado económico, político e social / tendências dos estados membros, no que se refere ao escopo de trabalho próprio;

·      Capacidade de estabelecer e manter relações de trabalho eficazes com os Chefes de Instituições, funcionários eleitos e funcionários estatutários para facilitar a conformidade, criar compromisso, resolver conflitos e obter apoio para a mudança;

·      Capacidade de promover uma cultura onde as pessoas se consideram pessoalmente responsáveis pelos resultados;

·      Capacidade de fornecer liderança, gestão e supervisão técnica para todas as atividades do projeto e resultados do programa, de acordo com as práticas e padrões legais e administrativos da CEDEAO;

·      Capacidade de conduzir avaliações periódicas do desempenho do pessoal de acordo com o sistema de gestão de desempenho da CEDEAO e de orientar o pessoal para garantir altos níveis de motivação, compromisso, capacidade e trabalho em equipa;

·         Capacidade de supervisionar a gestão de projetos, controlos internos e administração de recursos financeiros e tratar de questões de maneira confiante e capaz, ao mesmo tempo em que toma decisões que exemplifiquem a tomada de decisão imparcial e apartidária;

•   Capacidade de exercer a iniciativa e desenvoltura necessárias para atender simultaneamente a uma variedade de necessidades das partes interessadas, realizando múltiplas tarefas e alcançando resultados positivos;

•   Capacidade de motivar e envolver outras pessoas na promoção ou adoção de melhores práticas em serviços ao cliente;

•   Compreensão de diversas visões culturais, especialmente na África Ocidental, sendo sensível a diferenças de grupo, questões de género e capacidade de contribuir, advogar e / ou desenvolver políticas que sejam sensíveis ao género e recetíveis a várias culturas;

•   Capacidade de promover um ambiente de trabalho interativo diversificado e inclusivo que possa reunir efetivamente um amplo espectro de ideias e experiências para resolver problemas, desenvolver projetos / programas e melhorar resultados;

•      Capacidade e responsabilidade de incorporar as perspetivas de género e assegurar a participação igual de mulheres e homens em todas as áreas de trabalho;

•         Capacidade de permanecer objetivo na gestão de conflitos, independentemente de diferenças / posições culturais, diferenças de género, e encorajar outros funcionários a superar preconceitos e diferenças culturais e de género;

•   Compreensão da estrutura organizacional da CEDEAO, cultura e dinâmica do local de trabalho;

•   Capacidade de aplicar conhecimentos do quadro legal da CEDEAO, prioridades estratégicas e padrões operacionais para desenvolver / modernizar políticas e programas e / ou implementar políticas e programas de uma forma sustentável e eficaz;

•   Capacidade de antecipar e interpretar os efeitos das mudanças ambientais (sociais, económicas e políticas) e seu impacto e fazer recomendações;

·         Capacidade de identificar / abordar os pontos fortes e fracos, estimular a criatividade, reduzir a resistência à mudança e melhorar o alcance dos objetivos estratégicos;

•   Capacidade de escutar ativamente e entender as perspectivas dos outros para enformar afirmações, decisões ou recomendações;

•   Capacidade de construir múltiplos relacionamentos colaborativos externos para apoiar objetivos estratégicos e operacionais; identificar os principais problemas e acomodar os principais intervenientes com uma comunicação bem pensada e planos de gestão das partes interessadas;

•   Capacidade de comunicar com clareza e convicção, fazer apresentações convincentes que promovam novas visões, ideias e perspetivas e uma melhor compreensão das questões e desafios;

·      Fluência nas expressões orais e escritas numa das línguas oficiais da Comunidade CEDEAO (Inglês, Francês e Português). O conhecimento de uma língua adicional será uma vantagem adicional;

•   Capacidade de estabelecer metas efetivas e gerir mudanças de forma que demonstre resiliência, compostura e uma perspetiva positiva num ambiente de incerteza e ambiguidade;

•   Capacidade de implementar planos, mobilizar / envolver pessoas, identificar fatores críticos de sucesso, mitigar riscos, monitorar indicadores e feedback, iniciar medidas corretivas e construir capacidades para a sustentabilidade.

 

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram