Twitter Facebook Youtube

Sociedade Civil

Em reconhecimento do papel da Sociedade Civil na mobilização em massa de recursos humanos para o desenvolvimento bem como na conscientização política, económica e social, a CEDEAO tem vindo a estabelecer parcerias com organizações da sociedade civil na Região.

O propósito dessa colaboração com as organizações da sociedade civil é sensibilizá-las quanto às questões que afetam a Região tanto na governação, na agricultura e segurança alimentar, no comércio como nas outras questões congéneres. Pretende-se participar no reforço das capacidades dessas organizações da sociedade civil em aceder aos fundos disponíveis e aos demais instrumentos de desenvolvimento.

As organizações da sociedade civil são igualmente bem vistas como parceiras na perspetiva da formulação e adoção de um novo plano de ação regional destinado a combater o narcotráfico e o branqueamento de capitais.

O Fórum das Organizações da Sociedade Civil da África Ocidental (FOSCAO) implementou, com o apoio da Comissão da CEDEAO, a primeira fase do seu Programa de Reforço da Plataforma Nacional. Também, os Grupos temáticos do FOSCAO encomendaram estudos nas suas respetivas áreas temáticas, visando ajudar a sociedade civil a reforçar a base dos seus conhecimentos e a aumentar a sua participação no programa de integração da CEDEAO.

Ainda se espera que o Programa de Reforço da Plataforma Nacional possa contribuir para a restruturação da plataforma nacional do FOSCAO rumo a uma contribuição mais orientada para resultados e mais proativa para o Programa Regional de Integração da CEDEAO. Os grupos temáticos de governação democrática, paz e segurança, agricultura e segurança alimentar bem como de saúde, mulheres e igualdade de género, juventude e emprego já realizaram consultas e encomendaram estudos teóricos nos seus respetivos temas com o apoio da Comissão da CEDEAO. Com esses estudos, as organizações da sociedade civil poderão alargar a base dos seus conhecimentos e aumentar a sua participação no programa de integração da CEDEAO.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram