Twitter Facebook Youtube
Promover uma cooperação frutuosa entre CEDEAO

 

O Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Sua Excelência senhor Marcel de Souza deseja que se estabeleça um âmbito de cooperação dinâmica, eficaz e de vantagem recíproca entre essa organização regional da África Ocidental e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN)

Emitiu esse desejo aquando do seu encontro de terça-feira, dia 10 de janeiro de 2017, em Abuja, na Nigéria, com Suas Excelências os Embaixadores da Indonésia, senhor Harry Purwanto, da Malásia, senhor Datuk Lim Juay Jin, da Tailândia, senhor Chailert Limsomboon e do Vietname, senhor Pham Anh Tuan, bem como com Sua Excelência o senhor Luis Cuyugan da Embaixada das Filipinas.

Sua Excelência senhor de Souza disse estar impressionado com os diversos progressos realizados pela ASEAN, desde a sua criação, em 1967, a saber, o forte aumento da taxa de crescimento, a redução da pobreza, a luta contra a insegurança e a criação de condições favoráveis para atrair investidores estrangeiros no Sudeste Asiático.

Desejoso de ver a África Ocidental inspirar-se do modelo e beneficiar da experiência do Sudeste Asiático, o Presidente da Comissão convidou os diplomatas asiáticos a explorar, durante o ano de 2017, as possibilidades de uma cooperação frutuosa entre a ASEAN e a CEDEAO.

Essa cooperação, deixou entender, poderia ter em consideração os setores da agricultura, segurança e aviação.

Sua Excelência senhor Marcel Alain de Souza propôs a assinatura de um Memorando de Entendimento (MOU) entre as duas organizações, a visita de altos dirigentes da Comissão da CEDEAO à sede do Secretariado Geral da ASEAN, em Jacarta, na Indonésia, a realização de uma Cimeira dos Chefes de Estado da CEDEAO e da ASEAN num Estado da África Ocidental e a criação de um comité de cooperação entre as duas organizações composta por pontos focais.

O Comissário da Comissão da CEDEAO para Comércio, Alfândega e Livre Circulação, senhor Laouali Chaïbou e o Diretor Interino das Relações Externas da referida Comissão, senhor Jérôme Boa, são os pontos focais da CEDEAO.

Essas diversas propostas foram bem acolhidas pelos diplomatas asiáticos presentes na reunião. Louvaram sobretudo a iniciativa da criação de um âmbito de parceria entre a sua Organização e a CEDEAO, informando a audiência de que o seu ponto focal seria o Presidente do Comité Permanente da ASEAN residente em Abuja, na Nigéria.

Segundo o Embaixador da Tailândia, Sua Excelência o senhor Chailert Limsomboon, existem enormes possibilidades de cooperação entre a ASEAN e a CEDEAO e as duas partes precisam de tempo para determinarem os domínios em que iriam colaborar.

O seu homólogo do Vietnam, Sua Excelência o senhor Pham Anh Tuan fez constatar que a distância não deveria constituir uma barreira à cooperação e ao desenvolvimento, mas deveria sobretudo ser um desafio por a ASEAN e a CEDEAO ultrapassarem.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) cuja sede se encontra em Abuja, na Nigéria, é um agrupamento regional de 15 Estados da África Ocidental cuja população é de 320 milhões de habitantes.

Foi criada a 28 de maio de 1975, em Lagos, na Nigéria. Tem por objetivo geral promover a cooperação e a integração e por objetivo especifico criar uma união económica e monetária entre os seus Estados-membros.

A Associarão das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) é uma organização política, económica e cultural que reúne 10 países do Sudeste Asiático. Foi fundada em 1967 em Banguecoque, na Tailândia, e o seu Secretariado Geral encontra-se em Jacarta, na Indonésia.

Tem por objetivo reforçar a cooperação mútua entre os seus Estados-membros, proporcioná-los um espaço de resolução de conflitos regionais e levá-los a fazer frente única nas negociações internacionais.

Além do encontro que teve com os diplomatas asiáticos, o Presidente da Comissão da CEDEAO reuniu com o Administrador Interino do Comité Permanente Interestados de Luta contra a Seca no Sael (CILSS), na pessoa do Dr. Souleymane Ouédraogo.

O Administrador veio apresentar a Sua Excelência senhor Marcel Alain de Souza o ponto de situação atual da sua Instituição e o roteiro em seis pontos da sua missão de quatro meses à frente do CILSS, bem como solicitar os conselhos e orientações deste em prol do cumprimento da sua missão.

Sua Excelência senhor Marcel Alain de Souza pediu ao seu anfitrião que propusesse soluções definitivas, não só à crise de gestão que vinha abalando o CILSS, mas também e sobretudo às penúrias alimentares no Espaço Comunitário.

O Presidente da Comissão exortou de igual modo o Dr. Souleymane Ouédraogo a obrar no sentido da reestruturação, eficácia e dinamização do CILSS e a limitar as missões, os seminários e as ações de formação cuja maioria não traria valor acrescentado.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram