Twitter Facebook Youtube
Comissão da CEDEAO e conseil de l’entente reforçam colaboração no âmbito da integração

President Ouedraogo confering with Entente boss Patrice Kouame

O Conseil de l’Entente (Conselho do Entendimento) da África Ocidental conta reforçar a sua colaboração com a CEDEAO de forma a otimizar os benefícios da integração para e entre os Estados-membros.

Desejosos de cumprir com os compromissos desse Conselho, os Chefes de Estado dos cinco (5) membros do grupo quase regional pediram ao respetivo Secretariado Executivo para colaborar estreitamente com a Comissão da CEDEAO.

Ainda os Chefes de Estado pediram ao Conselho para ter o mesmo nível de colaboração com a União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA), tendo insistido que a integração económica de todos os Estados em todas as vertentes é o assunto mais importante na Região numa altura em que a CEDEAO comemora o seu quadragésimo aniversário.

Nas revelações feitas depois da reunião com o Presidente da Comissão da CEDEAO, o Senhor Kadré Désiré Ouédraogo, a 18 de junho de 2015 em Abuja, o Secretário Executivo do Conselho o Sr. Patrice Kouamé informou que tinha sido criado o quadro de cooperação para circunscrever e identificar as várias áreas de cooperação económica que aquele organismo gostaria de implementar em conjunto com a CEDEAO.

Segundo o Conselho, a CEDEAO é o agrupamento regional mais importante que dá o impulso necessário às outras organizações económicas e políticas na África Ocidental.

Segundo esse líder do Entente, que t5inha sido acompanhado à sede da Comissão da CEDEAO pelo Diretor do Conselho para infraestruturas e Projetos, na pessoa do Sr. Comla Kadje, o ímpeto da colaboração do Conselho vem na sequência do reinício das atividades em 2012.

Nesse sentido, disse ter sido enviada uma proposta à Comissão da CEDEAO e que o Conselho preparava a deslocação de uma Missão a Abuja para concluir os pontos em que chegaram a um acordo definitivo.

Uma das questões mais importantes da reunião centrava-se no 12º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED). Estando em curso o 11º FED, o Sr. Kouame disse ser uma das suas atribuições na missão em Abuja, sondar o tipo de colaboração que o Entente poderia ter com a CEDEAO no âmbito do FED.

O líder do Entente revelou ainda que uma comitiva da Sede se encontrou com responsáveis da União Europeia (EU) em Bruxelas para encontrarem formas de levar avante um programa comum em fase de elaboração. Disse que os projetos desse programa tinham sido identificados e que restava negociar com a CEDEAO a implementação conjunta dos mesmos no interesse da população dos países do Entente.

O Sr. Kouame homenageou os funcionários da CEDEAO pelo bom desempenho destes desde a criação da Organização e anunciou que o Conselho desejava participar nas comemorações do 40º aniversário da Comunidade.

Ainda o Sr. Kouame recordou que desde o início, a CEDEAO despertou a esperança de que a criação de um organismo regional progressista e reverberado no BCEAO (Banco Central dos Estados da África Ocidental) satisfaria plenamente as expetativas. De facto, onde quer que se vá atualmente, toda a gente fala de forma positiva das realizações da CEDEAO. Porém, só com a integração económica poderemos atingir os nossos objetivos. Daí a construção de infraestruturas em toda a Região. Pois só unidas, as nações poderão ser prósperas.

Sedeado em Abidjan, Côte d’Ivoire, o Conseil de l’Entente foi criado em 1959 antes da CEDEAO para ser oportunamente uma muralha económica promissora, principalmente na condução de uma cooperação financeira comum entre os seus Estados-membros. Está a utilizar a disposição relativa à moeda única para galvanizar esses países.

O Conseil de l’Entente é contíguo à União do Rio MANO, o que tipifica o compromisso de cooperação com os países do mesmo passado colonial ou não. Trata-se de um paradigma numa cooperação económica baseada em exigências normais assim como no sustento de vantagens geográficas e em bens comuns.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram