Twitter Facebook Youtube
Amos SAWYER exorta os nigerinos a eleger novos deputados e novo chefe de estado com tranquilidade
 picDe esquerda à direita Sr. Amos Sawyer, Dr. Remi Ajibewa e Sr.ª Salamatu H. Suleiman

O Chefe da missão de observação eleitoral a curto prazo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) nas eleições legislativas e presidenciais de 2016 no Níger é o antigo Presidente Interino do governo de unidade nacional da Libéria, senhor Amos Sawyer. Na qualidade de Chefe de missão de observação eleitoral apelou aos eleitores nigerinos que cumprissem o seu dever cívico com tranquilidade.

Fez esse apelo esta manhã durante uma visita às várias mesas de voto em Niamey, nomeadamente àquelas localizadas nas escolas Gaweye 1, CEG 20, Gaye I e II, CEG V e Yantala 4.

Mostrou-se satisfeito com a votação pacífica em todas as mesas que tinha visitado.

Por agora, está tudo a correr bem. Não deparamos com nenhum incidente deplorável. Esperamos que as eleições em curso se prossigam nesse sentido e que decorram com tranquilidade e serenidade, apesar do atraso registado esta manhã no arranque da votação nas mesas que acabamos de visitar” declarou o senhor Sawyer.

Acompanhado da Comissária para Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comissão da CEDEAO, senhora Salamatu Hussaini Suleiman e do Diretor dos Assuntos Políticos desta Comissão, Dr. Remi Ajibewa, o senhor Amos Sawyer foi apreciar em presencial o decorrer do duplo escrutínio.

O Chefe de missão de observação eleitoral da CEDEAO e a delegação que o acompanhava assistiram ao arranque da votação nas mesas da escola CEG20, situada por detrás do aeroporto de Niamey.

Em todos os locais visitados, o antigo Presidente Interino do governo de unidade nacional da Libéria e a sua comitiva constataram que a votação decorria com tranquilidade no período de manhã, apesar da deslocação tímida dos eleitores desejosos de cumprirem com o seu dever cívico.

O senhor Amos Sawyer e a sua delegação lamentaram contudo ter havido algumas falhas nomeadamente o atraso de uma a duas horas no arranque da votação, por falta de material eleitoral assim como pela ausência em algumas mesas de voto do presidente e dos membros indigitados pela Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI).

Findo o périplo pelas mesas de voto, o senhor Sawyer e a sua comitiva tiveram um encontro na “sala de situação da CEDEAO”, reservada num hotel da cidade no âmbito dessas eleições.

Nessa Sala de Situação da CEDEAO, encontram-se os pontos focais de cada região do Níger, aonde foram enviados observadores da CEDEAO com a missão principal de acompanharem a evolução do duplo escrutínio em tempo real. Por outras palavras, trata-se de um dispositivo destinado ao acompanhamento de perto e ao pormenor do que se passa no terreno.

Vale a pena recordar que a CEDEAO destacou cento e trinta (130) observadores, dos quais 15 a longo prazo e 115 a curto prazo para observarem essas eleições, todo o processo pré-eleitoral, eleitoral e pós-eleitoral e pronunciarem-se a esse respeito. Essa observação incidirá nomeadamente sobre a regularidade, a transparência, a equidade e o bom desenrolar das eleições.

Mais de sete milhões e meio de nigerinos foram chamados às urnas nesse domingo, 21 de fevereiro de 2016 para elegerem 171 deputados e o seu presidente para os próximos cinco anos.

Concorrem quinze (15) candidatos na primeira volta das presidenciais, dentre os quais o Presidente cessante, Sua Excelência o senhor Mahamadou Issoufou, no poder desde 2011.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram