Twitter Facebook Youtube
A elaboração de um novo quadro estratégico comunitário apresentado para a avaliação do comité

Abuja, 9 de maio de 2018. A análise das grandes questões ligadas ao planeamento, inscritas na ordem de trabalho da 13ª reunião do Comité de Coordenação do Planeamento Estratégico (CCPE) da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) iniciou com a abertura de um ateliê, a 9 de maio de 2018 em Abuja, na Nigéria.

Entre outros objetivos, a reunião deve permitir que se analisem e avaliem de maneira crítica as questões importantes contidas no Quadro Estratégico Comunitário (QEC) em vigor e que se definam as orientações estratégicas da CEDEAO para os próximos dez (19) anos.

Ao desejar aos participantes boas-vindas ao ateliê de abertura organizado conjuntamente com a Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), o chefe da Unidade de Planeamento, Pesquisa, Seguimento e Avaliação do Centro da CEDEAO para o Desenvolvimento do Género (CCDG), Sr. Awudu Ahmed Gumah sublinhou que essa iniciativa se revestia de uma grande importância pelo facto do novo rumo a seguir com o processo de planeamento da CEDEAO dever ser objeto de uma análise critica.

Por seu lado, a facilitadora do ateliê, Sr.ª Ulrike Breitschuh explicou que esse exercício se destinava a recolher e agrupar as ideias dos participantes com o objetivo de melhorar substancialmente os processos do QEC.

Com o apoio do chefe da Unidade de Desenvolvimento Organizacional da GIZ, Sr. Frank-Emery Mongbe, a Sr.ª Breitschuh apresentou os pontos principais da ordem de trabalho da reunião do CCPS que devia suceder ao ateliê.

Durante a reunião de quatro (4) dias, os participantes terão de analisar a visão atual da CEDEAO, o projeto de proposta da nova visão, apresentações sobre os diversos processos da elaboração de uma visão, o roteiro do desenvolvimento da visão e do planeamento estratégico, bem como as análises dos atores envolvidos no processo da visão e do planeamento estratégico.

Durante os intercâmbios, os participantes tentarão ainda dar respostas às questões relativas à imagem que a CEDEAO projeta, a perceção que as populações e os diferentes atores envolvidos têm dela, bem como os domínios onde ela registou o maior sucesso ao longo dos anos. Essas sessões de reflexão serão igualmente aproveitadas para analisar as modalidades de implementação do QEC.

Foi em dezembro de 2015 que o Quadro Estratégico Comunitário (QEC) foi adotado pelo Conselho de Ministros da CEDEAO. Todas as Instituições e Agências da CEDEAO são chamadas a inspirar-se nesse quadro para elaborarem os seus programas, a fim de garantirem uma convergência de objetivos e uma coerência no conjunto dos programas da Comunidade.

Share on :

Twitter Facebook Google Plus Linkedin Youtube Instgram